segunda-feira, 4 de julho de 2011

Facebook quer compartilhar conteúdo televisivo

Texto publicado em: Produção Profissional

O gigante das redes sociais divulgou recentemente planos que poderão revolucionar o mercado de produção audiovisual e broadcast. A notícia é que o Facebook já está desenvolvendo novas funcionalidades que irão permitir aos usuários compartilhar fragmentos de noticiário televisivo, seriados e eventos musicais . Segundo o New York Times, a idéia do site de relacionamento é que o manuseio destas novas funcionalidades seja tão fácil quanto publicar uma foto ou jogar games online.

O Facebook está, aparentemente, em negociação com diferentes empresas geradoras de conteúdo audiovisual sobre o plano, que também irá permitir a essas empresas monitorar a utilização do material. O portal não fez nenhum comentário oficial sobre os passos da empresa, entretanto o presidente executivo, Mark Zuckerberg, falou sobre os planos da companhia em uma apresentação na semana passada durante conferencia eG8, na França.

Segundo Zuckerberg, ouvir música é algo que as pessoas fazem com os amigos. “Ouvir música e assistir TV são coisas que eu acho que as pessoas fazem naturalmente com os seus amigos. Eu espero que nós desempenhemos um papel ao permitir que novas companhias sejam construídas para produzir conteúdo para ser compartilhado”, disse Zuckerberg.

Há um bom tempo a rede social norte-americana tem tentado persuadir algumas empresas a utilizar os dados referentes às conexões entre pessoas para fazer com que os seus serviços sejam mais “sociais”. Na França, Zuckerberg mencionou a Netflix como um das companhias que está em negociação com o Facebook.
O Times revelou que o Facebook estava em conversação com diversos servidores de música online, incluindo a empresa européia Spotify, para desenvolver um aplicativo ou um widget que mostraria as músicas mais tocadas de cada usuário e propiciar uma maneira fácil para os amigos as ouvirem. A companhia também quer fazer a mesma coisa com fragmentos de vídeo, incluindo notíciários.

Atualmente, o Facebook possui aproximadamente 700 milhões de usuários. Analistas e executivos de mídia disseram aos jornais que o movimento da rede social em direção às mídias faz parte da ambição de se tornar um hub (centralizador) para todos os tipos de atividades na internet. De acordo com a visão do Facebook, as pessoas cada vez mais se definem através da mídia que elas consomem, como reportou o Times.
Através de uma declaração, o Facebook disse que a empresa está sempre procurando por maneiras de ajudar as pessoas a encontrar os conteúdos mais relevantes na rede, mas que não há nada para anunciar.

Segundo algumas fontes de dentro do Facebook, cada um dos parceiros de mídia teria uma parte na alimentação constante dos vídeos que o usuário está assistindo ou as músicas que ele está ouvindo. Os amigos do usuário poderiam ter acesso ao mesmo conteúdo com um click. Segundo o Times, ao trabalhar com parceiros externos o Facebook não licenciaria nenhum conteúdo de gravadores ou redes de televisão.

www.facebook.com

FONTE: Broadcast Engineering e New York Times
Da Redação

Nenhum comentário: