terça-feira, 11 de junho de 2013

Radiodifusores querem TV digital como exigência para desonerar smartphones

Texto publicado em: Tudo Celular -


As empresas de radiodifusão planejam uma reunião com o Ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, para solicitar que o governo reveja a política de desoneração de smartphones, estabelecida no início de abril.

Para se beneficiarem da desoneração de impostos, os smartphones precisam ser produzidos no país e custarem até R$1,5 mil, além de outras exigências relacionadas ao tamanho da tela e à presença de apps nacionais pré-instalados. Os radiodifusores querem incluir outro requisito: a capacidade de recepção de rádio e TV digital.
Segundo fontes não identificadas do setor, ouvidas pelo Mobile Time, o governo falha em não incentivar a recepção aberta e gratuita do padrão de TV digital brasileiro, o SBTVD, que prevê a mobilidade. E essa não é a primeira vez que as companhias se manifestam sobre isso. Em abril a Abratel, associação que reúne principalmente empresas filiadas e afiliadas à Record, enviou um ofício ao ministro fazendo o mesmo pedido.

Ainda segundo o site, a Portaria Interministerial MCT/MDIC 245 de 2011 prevê a inclusão da capacidade de recepção da TV digital em 5% dos telefones produzidos no Brasil dentro do Processo Produtivo Básico a partir de 2013. Os radiodifusores entendem, porém, que os fabricantes estão aproveitando brechas na portaria para contornar a obrigação.

Atualmente, conforme levantamento do Mobile Time, menos de 1% dos smartphones comercializados no Brasil vêm com TV digital.

Nenhum comentário: