sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Paulo Bernardo: leilão da faixa de 700 MHz acontecerá em abril

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, garantiu que o leilão da faixa de 700 MHz, espectro que será usado pelas operadoras para fornecer a tecnologia de quarta geração (4G) em todo o País acontecerá em abril de 2014.


Escrito por: Redação
Fonte: ABINEE
Publicado por: FNDC

O ministro, que participou ontem (2) de uma audiência pública no Senado, em Brasília, previu que o edital seja publicado em dezembro, quando então será debatido. "Só depois disso é que a data do leilão será marcada", disse ele.

Durante o discurso no Senado, o ministro disse que o foco do governo para este leilão é garantir que as empresas de telecomunicações realizem os investimentos necessários para que o uso da faixa leve o serviço de 4G para as regiões mais afastadas do País. "O serviço precisa ser prestado com qualidade e seriedade", disse.

Para garantir a qualidade do projeto, Bernardo afirmou que o governo fará metas de investimentos para os grupos que vencerem o certame. "Entre metas, está a construção de redes de fibra óptica, para todas as cidades do País", previu. .

O ministro apontou que as exigências vão levar a uma redução no valor de outorga, que as empresas pagam ao governo pelo direito de explorar a faixa de frequência.

Investimento

Os investimentos das empresas em infraestrutura ainda são considerados um desafio para o ministro. Segundo ele, o problema "crucial" na área de telecomunicações no Brasil é a falta de infraestrutura.

"As companhias investiram R$ 11 bilhões no primeiro semestre deste ano, mas precisamos investir muito mais. Ainda temos uma desigualdade muito grande entre as regiões", argumentou ele em audiência pública na Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado.

Bernardo apresentou a evolução do setor nos últimos anos. De acordo com o ministro, o tráfego de dados no País segue crescendo a um ritmo superior ao da média mundial, e deve se expandir a uma taxa anual de 50% nos próximos anos, gerando uma importante receita de publicidade para as empresas de internet.

O ministro também falou da alta da base de assinantes de linhas de telefonia móvel. "Hoje é muito menos atrativo ter um telefone fixo. A tendência é cada vez maior que o telefone móvel ocupe essa função", comentou.

Nenhum comentário: