domingo, 14 de março de 2010

América Latina livre

O mundo está mudando. Já afirmei isto várias vezes, mas nunca imaginei que veria isto acontecer diante dos meus olhos. Mais uma prova disto é a que os EUA não são mais os mesmos. Protagonista da maior crise mundial do capitalismo de 80 anos para cá e uma política externa ainda do pós-guerra (a segunda Grande Guerra), os americanos, acostumados a olhar sempre para o próprio umbigo, parecem não perceber a velocidade dessas mudanças.

Quem poderia imaginar que os países da América Latina e países do Caribe formariam uma organização internacional e deixassem de fora os EUA e o Canadá? Quem poderia imaginar que o Brasil imporia uma retaliação a produtos americanos? Quem poderia imaginar que a secretária Hilary Clinton viesse ao Brasil pedir que nosso Presidente apóie Mr. Obama contra o Irã e levasse um puxão de orelha: “não se deve colocar o Irã contra a parede”, afirmou Lula.

Pode parecer pouca coisa, mas quem melhor para decidir sobre o futuro de uma nação que seus próprios cidadãos. Podemos tomar muitas decisões erradas, mas iremos aprender com nossos próprios erros e não servir aos interesses de americanos, Banco Mundial ou FMI. Se continuarmos assim, então, veremos uma América Latina realmente livre.

Nenhum comentário: