segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Brasileiros usam Internet para conversar com amigos enquanto veem TV

Texto publicado em: TELA VIVA News

As mídias de relacionamento estão mudando a maneira como o consumidor assiste vídeos. No Brasil, 61% já usaram e-mail, chat via mensagem instantânea ou rede de relacionamento para conversar com amigos que assistiam ao mesmo programa ou conteúdo de vídeo. Esse é um dos resultados do Barômetro de Engajamento de Mídia da Motorola Mobility, estudo de hábitos de consumo de vídeo de 9 mil consumidores em 16 mercados, conduzido pela Vanson Bourne, especializada em pesquisas do mercado de tecnologia.

Entre os entrevistados em nível global, 46% já compartilharam conteúdo dessa maneira. Dos 61% dos brasileiros que usam redes sociais enquanto assistem a conteúdo de vídeo, 46% disseram que esse tipo de comportamento já é parte normal da experiência de telespectador e 82% dos pesquisados brasileiros disseram que estariam dispostos a trocar suas operadoras de TV por outras que oferecessem esses serviços integrados.

TV x Internet

De acordo com o estudo, a Internet rivaliza com a televisão na veiculação de conteúdo de vídeo em residências: 21% das pessoas acessam a conteúdo de televisão e vídeo via Internet.

Em termos de preferência de serviços, 21% dos brasileiros assistem exclusivamente a conteúdo da grade de programação ou conteúdo ao vivo, e um pouco mais de um terço afirma que consome semanalmente, em partes iguais, a conteúdo programado e outros serviços (como vídeo via Internet, programas pré-gravados, DVDs e programação sob demanda).

Novas tecnologias

Os consumidores brasileiros também se mostram interessados por novas tecnologias para assistir a vídeos. Atualmente, 33% dos brasileiros possuem um televisor de alta definição (HD), e 57% esperam comprar um aparelho HD nos próximos 18 meses. No País, 4% das pessoas já possuem um televisor 3D, e 53% dos pesquisados brasileiros planejam adquirir esse tipo de modelo nos próximos 18 meses. Em nível global, 76% dos entrevistados ou possuem ou planejam adquirir um televisor HD nos próximos 18 meses, e 29% esperam adquirir um aparelho 3D no mesmo período.

Os mercados emergentes demonstram também a disposição de ampliar suas experiências televisivas com novos serviços. Ao todo, 42% dos brasileiros gostariam de ter algo que os ajudasse a conectar dispositivos pessoais ao televisor, para compartilhar músicas, filmes e fotos, e que também oferecesse suporte contínuo. O estudo mostra que 37% dos brasileiros querem ter recomendações com base nos programas assistidos anteriormente, e que possam compartilhar esse tipo de conteúdo com os amigos. Em nível global, 23% dos entrevistados gostariam de ver um serviço de televisão que oferecesse recomendações e 26% gostariam de ter dispositivos e serviços conectados. Da Redação.

Nenhum comentário: