quarta-feira, 10 de abril de 2013

A mídia está se transformando, mas se tranformando em quê?

Las Vegas - Após três dias de feira, já é possível fazer uma avaliação dos temas que dominaram as sessões e conversas de corredores durante a NAB 2013. A consolidação do sistema 4K, de produção audioviusal, e a mobilidade, focada nos dispositivos de segunda tela.

Contudo, as discuções aqui refletem a realidade do mercado Broadcasting americano. Isso não quer dizer que o Brasil não irá desfrutar dessas novas possibilidades de produção e consudo audiovisual, nem que este futuro esteja muito distante, mas é obvio que o mercado brasileiro precisa de mais tempo para que investimentos significativos sejam feitos nessas tecnologias e que a populacão crie a demanda pora essas novas plataformas, até porque, o mercado brasileiro broadcaster vai muito bem.

Se na feira de 2012, o que chamava a atenção eram as câmeras em 4K, este ano os sistemas de WorkFlow (sistemas de captação, produção, pós-produção e distribuição integrados) é que estão ganhando a atenção dos participantes da feita, pois com as novas taxas de compressão, novos sensores de captação, luminosidade, etc., os sistemas integrados estão apresentando uma relação custo x benefício impensada a 10 anos atrás. Se alguém afirmasse que em breve teriamos um sistema com resolução 4 vezes maior do que o full HD com câmeras milhares de dólares mais baratas que as tradicionais cameras ENG para broadcasting e um sistema de distribuição custando míseros  U$ 50 mil dólares, seria considerado futurista demais. Mas é exatamente isto que está acontecendo, e por isso mesmo a metamorfose anunciada para a mídia ainda esteja em pleno processo, pois é muito complicado tentar predizer o que acontecerá nesta indústria em um futuro próximo.

Mas uma tendência segue se confirmando: de que o conteúdo é a peça principal nesta nova era midiática. As ferramentas a disposição dos videomakers, cineastas e entusiastas do audiovisual nunca ofereceram tanta qualidade por preço tão baixo. Exemplo é a Blackmagics Pocket Cinema Camera. Que grava no formato de alta resolução 4:2:2. Ela não apenas fornece a resolução para todo o ecrã de uma tela full HD, mas fornece a captura de cor no padrão das câmeras profissionais de alta resolução. Permite a integração com lentes dos mais variados tipos.

Câmera Blackmagic Pocket Cinema


Estas novas possibilidades é que estão permitindo a configuração e aplicação de variados tipos e estruturas de negócios que certamente leverão ao mercado broadcasting a uma ruptura com o modelo analógico. A era digital na televisão é muito mais do que apenas digitalizar o sistema de transmissão, é também inorva e se reiventar.

Nenhum comentário: