terça-feira, 20 de agosto de 2013

Congresso SET 2013: novos caminhos para a TV brasileira

Acontece de 19 a 22 de agosto o Congresso SET - Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão - edição 2013 no Expo Center Imigrantes/SP. O congresso é o maior da América Latina e encontro obrigatório para quem quer discutir os caminhos da radiodifusão no Brasil. No dia 20\08 foi realizada abertura oficial do congresso, com a participação de Gondon Smith, CEO da  National Association of Broadcasters  - NAB - instituição norte americana que coordena as atividades dos radiodifusores nos EUA.

As atividades dia a dia do evento poderão ser acompanhadas aqui no blog com o material produzido pela equipa da Revista da SET. Abaixo o resumo do primeiro dia do evento.
Link direto: http://www.set.org.br/eventos_congresso_daybyday.asp

O Futuro do ISDB-t

19/08/2013 - Segunda-feira

Na sessão ISDB Internacional, o presidente da SET, Olímpio Franco trouxe ao Congresso SET 2013 alguns casos de implantações do padrão ISDB- T acontecidos nos últimos anos por redes de emissoras e evoluções acontecidas em alguns países. Foram destacadas as evoluções dos trabalhos de harmonizações de normas do ISDB- t Internacional para Hardware, Middleware e norma para Emergency Warning Broadcast System (EWBS) usado entre outros momentos no Tsunami de 2011.

Assim, com a presença destes profissionais, se abordou o futuro da TV Digital e o cenário de dificuldades de espectro que se mostra em futuro não tão distante. Ainda participaram da palestra Flavio Lenz Cezar do Ministério das Comunicações e a secretaria interina de Comunicação eletrônica do MC, Patricia Alvida que explicaram algumas arestas do switvh-off que acontecera no Brasil a partir de 2015.

Katsumasa Hirose, da NHK explicou que o alerta emitido por EWBS no dia 11 de março de 2011, o grande terremoto do leste permitiu que mais de 100 mil pessoas procurassem abrigo antes da chegada do tsunami. Hoje, Hirose esta trabalhando no Peru na criação de um sistema como o utilizado no Japão.

O congresso SET é o maior encontro de profissionais e acadêmicos do mercado de radiodifusão da América Latina. A edição 2013 acontece entre 19 e 22 de Agosto no centro de convenções Imigrantes em São Paulo. Serão mais de 90 horas de palestras e debates, trazendo todos os temas atuais do mundo broadcast.

Ciência e tecnologia como formas de marketing

19/08/2013 - Segunda-feira

Sob a moderação do vice-presidente da SET, Nelson Faria Jr, o painel procurou abordar a temática de conteúdos, de como eles são apresentados e como se relacionam com o marketing e a publicidade.

O primeiro a expor foi Alex Born, consultor da Giech e estudioso do chamado Neuromarketing. O termo não se refere a uma estratégia comercial, mas a uma ciência que estuda a atividade cerebral e como ela influencia a pessoa a consumir ou utilizar produtos ou serviços específicos. Com uma frase, Born conseguiu resumir todo o teor de sua fala durante o painel: “quem te irrita, te domina”. Segundo ele, são as propagandas que nos provocam as que nos chamam mais atenção. As emoções desempenham um papel fundamental para que o consumidor seja convencido.

O segundo palestrante foi Werner Michels, da Terra TV. Sua contribuição para o painel levou o debate sobre marketing para o universo das diferentes telas e ferramentas nas quais o conteúdo publicitário pode ser apresentado. A propaganda deve depender do objetivo e do alvo. Em telas de toque, por exemplo, as propagandas interativas são interessantes. Elas fazem o público se sentir parte do anuncio. Outras ferramentas de potencial ainda têm sido negligenciadas pelas empresas de comunicação, como os recursos de segmentação e geolocalização.

Foi Gustavo Caetano quem encerrou as exposições. Especialista em Inovação pela MIT e CEO da Samba Tech, Caetano deu continuidade ao gancho deixado por Michels sobre as diferentes plataformas para as quais os conteúdos podem ser destinados. Essa diferença de plataformas é a manifestação de um processo de divergência de mídias pela qual estamos passado, um processo que traz novos desafios ao trabalho do comunicador. Segundo Caetano, é necessário que as empresas de comunicação se adequem aos diferentes usos das plataformas para poderem entregar ao usuário o que ele quer. “As pessoas querem acessar conteúdo quando quiserem, onde quiserem e como quiserem. Se o fornecedor não fornecer o que o público quer, o público consegue de outra forma”, disse.

O congresso SET é o maior encontro de profissionais e acadêmicos do mercado de radiodifusão da América Latina. A edição 2013 acontece entre 19 e 22 de Agosto no centro de convenções Imigrantes em São Paulo. Serão mais de 90 horas de palestras e debates, trazendo todos os temas atuais do mundo broadcast.


O IP como solução

19/08/2013 - Segunda-feira

Realizado no período da tarde, durante o Congresso SET 2013, o painel Produção IP trouxe como tema o uso de IPs para transmitir dados em vários formatos e situações. Até há pouco tempo o IP era visto com maus olhos pelos profissionais da área de transmissão. Agora, ele começa a mostrar utilidade e eficiência.

As palestras falaram sobre os tipos de transferência na nuvem. O palestrante Richard Heitmann, Vice-Presidente de Marketing da Aspera, apresentou um protocolo em que a velocidade da transferência não diminui com o aumento da distância. Esse protocolo, chamado de FASP, leva o mesmo tempo na transferência de dados, independente da distância. Aqui, a diferença é a largura da banda e o tamanho do arquivo, que é até mil vezes mais rápido do que outros protocolos de transferência baseado em TCP.

Uma das discussões mais relevantes foi sobre os desafios de produção no futuro. Com a TV everywhere, aparece a duplicidade de conteúdos para agradar o público em várias plataformas. Outra dificuldade é a transmissão e armazenamento de dados, além da segurança, para que nada que seja disponibilizado possa ser copiado ou pirateado.

Márcio Rossini, da Embratel, falou sobre o sistema utilizado pela empresa para transmissão de vídeos através de IP. O projeto da plataforma foi concebido para que haja apenas uma compressão no sinal, com o objetivo de tentar evitar a perda de pacotes. A segurança é outro fator importante: são 2 centros de TV (disaster recovery), 2 sinais sendo transmitidos simultaneamente, roteadores PE redundantes e dedicados e dois cabos de fibra ótica distintos. De acordo com ele, esse tipo de serviço busca atender as recentes e crescentes demandas do mercado de vídeo no Brasil, devido ao surgimento de novas tecnologias e necessidades do mercado.

A palestra de Erick Soares (Sony) abordou o uso da rede IP na transmissão e contribuição ao vivo, através de uma câmera comum e uma mochila fazendo a transmissão. Esse tipo de transmissão é vantajosa para o jornalismo e para a cobertura de eventos em geral, pos busca usar a infra-estrutura existente para facilitar e baratear a transmissão do evento. “É um protocolo que até pouco tempo atrás não era bem visto para se usar com atividades de audiovisual e para se enviar vídeo. E no painel a gente discutiu como ele agora está sendo utilizado e sendo utilizado de uma forma até para o ponto final, para você entregar, realmente, o conteúdo com qualidade de rádiofusão, qualidade de broadcasting. Esse é o grande ponto que foi colocado aqui”, explicou Márcio Ferreira (Canal Futura), moderador do painel.

O congresso SET é o maior encontro de profissionais e acadêmicos do mercado de radiodifusão da América Latina. A edição 2013 acontece entre 19 e 22 de Agosto no centro de convenções Imigrantes em São Paulo. Serão mais de 90 horas de palestras e debates, trazendo todos os temas atuais do mundo


Computação na nuvem: a era do big data

19/08/2013 - Segunda-feira

Realizado no período da Manhã durante o Congresso SET 2013, o Painel Fluxo Digital, Big Data, Cloud Computing abordou O grande fluxo de informações gerados pelas novas formas de captação e distribuição de conteúdo audiovisual e as possibilidades de armazenamento e entrega deste conteúdo por meio de soluções baseadas em cloud Computing. Palestrantes convidados apresentaram soluções e estudos de caso que demonstram que este novo fluxo de trabalho este em pleno desenvolvimento nos mercados broadcasting internacional e que também vem se tornando uma necessidade do mercado brasileiro de televisão.

Os temas das palestras trataram desde o gerenciamento do conteúdo até a edição na nuvem e quais os desafios que esta tecnologia irá impor ao mercado televisivo. Ed Casacia, representante da Grass Valley, afirmou que as Plataformas de edição na nuvem são o futuro de operação das mídias, possibilitando às emissoras operar em diferentes em locais ou plataformas se beneficiando do que ele define como os três Vs do Big Data: volume, velocidade e variedade. Casacia afirma que os investimentos em soluções na nuvem são menores que soluções físicas além de possibilitar que as emissoras estejam sempre atualizadas com os formatos e padrões de entrega de conteúdo para os diversos dispositivos e seus formatos.

André Altiere, da Cisco apresentou dados significativos do crescimento de tráfego de vídeo pela internet, não apenas no consumo por parte dos usuários, mas também na utilização da nuvem. Por conta desta nova demanda a Altiere apresentou um novo media Flow para entrega nos vários dispositivos e formatos capaz de gerenciar conteúdos Premium dentro da nuvem, identificado como Media Cloud Automation que Unifica o gerenciamento de conteúdo de tv e ott, reduz custos e cria escala capaz de “gerenciar esse conteudo, se ele vai para outros formatos, qual é o meu cliente, se o conteúdo deve ir com mais ou menos qualidade, se o dispositivos tem qualidade para ofertar o conteúdo e se o próprio device tem capacidade para receber o conteúdo.

Emerson Wheirich da EBC afirmou que a sessão atendeu todas as expectativas, pois os palestrantes apresentaram o estado da arte na questão do Big Data e Cloud Computing em um assunto que ainda está em implementação tanto no mercado internacional quanto no Brasileiro.

O congresso SET é o maior encontro de profissionais e acadêmicos do mercado de radiodifusão da América Latina. A edição 2013 acontece entre 19 e 22 de Agosto no centro de convenções Imigrantes em São Paulo. Serão mais de 90 horas de palestras e debates, trazendo todos os temas atuais do mundo broadcast.

Além do HD

19/08/2013 - Segunda-feira

Realizado no período da tarde durante o Congresso SET 2013, o painel Beyond HD, tratou sobre o novo formato, já em fase de teste que em breve poderá revolucionar novamente a televisão

“Vídeo é fácil, áudio é difícil e comunicação é impossível”. Com esta pequena brincadeira, Peter Symes, da SMPTE, iniciou sua fala durante a sessão. O profissional tratou sobre a produção e distribuição do sistema 4K que já desponta como a evolução do sistema HD de televisão. Durante a Copa das Confederações, jogos da seleção brasileira de futebol foram gravados no sistema 4K como tese para a realização da Copa do Mundo em 2014. Contudo, como afirmou Symes, o sistema de captação e produção em 4K vem atendendo a indústria de forma satisfatória, mas a distribuição deste conteúdo por meio da radiodifusão ainda requer uma padronização que impede que as emissoras invistam neste novo formato aguardando os padrões standard para a radiodifusão. “Quanto melhor a imagem, mais sensível e perceptível fica o que não está correto”, afirmou Symes e várias definições como codecs, hertização, e principalmente, definições de áudio ainda dependem de testes para que possam ser adotados.

Em seguida, falou Wilson Almeida, da TV Globo, que acredita que o mesmo salto que a TV analógica foi obrigada a dar em termos de produção, cenário, etc. também deverá ser dado em relação ao HD para o 4K, obrigando os profissionais de televisão a rever novamente as regras de produção de TV, não apenas para o esporte, mas também, para o entretenimento. Para Raymundo Barros, também da TV Globo, dois objetivos da sessão foram alcançados. Primeiro o status dos processos dos padrões de 4K que estão sendo estabelecidos pela indústria e, segundo, compartilhar com os radiodifusores estas experiências em 4K e 8K e quem em breve se tornarão o novo padrão da indústria televisiva.

O congresso SET é o maior encontro de profissionais e acadêmicos do mercado de radiodifusão da América Latina. A edição 2013 acontece entre 19 e 22 de Agosto no centro de convenções Imigrantes em São Paulo. Serão mais de 90 horas de palestras e debates, trazendo todos os temas atuais do mundo

Segunda tela e muito mais

19/08/2013 - Segunda-feira

Realizado no período da tarde, durante o Congresso SET 2013, o Painel segunda tela +... contou com a participação de representantes de empresas e profissionais de televisão que estão apostando em um segmento que já vem sendo bastante lucrativo nos mercados internacionais e que vem ao encontro de um novo hábito que está se formando na audiência brasileira de televisão: consumir programas televisivos utilizando aparelhos móveis como tabletes e smartphones. 73% dos usuários destes dispositivos afirma utilizá-los enquanto assistem à TV

Na sessão foi possível conhecer as experiências de empresas que já desenvolvem aplicativos para emissoras no mercado europeu e americano e verificar o aumento significativo da audiência na primeira tela motivados pelo buzz gerado nas redes sociais ou no próprio aplicativo. “80% da audiência se diz motivada a consumir programas televisivos pelas redes sociais”, afirmou Ana Oliveira, jornalista da TV Band que apresentou dados do aplicativo utilizado pela emissora durante a Copa das Confederações.

Para Marcelo Souza – TV Globo – os destaques da sessão foram o entendimento de que não adianta se criar outra estrutura para a segunda tela. É preciso criar um sistema totalmente integrado entre os sistemas de produção e distribuição, onde o conteúdo de segunda tela já esteja na origem do projeto. Souza também sinaliza que já é possível ver a movimentação dos anunciantes na aceitação deste modelo e o mais importante, que aquele que detém o conteúdo tem uma ótima oportunidade de criar engajamento e fidelização por parte da audiência do que quem utiliza o conteúdo de uma forma desvinculada da primeira tela

O congresso SET é o maior encontro de profissionais e acadêmicos do mercado de radiodifusão da América Latina. A edição 2013 acontece entre 19 e 22 de Agosto no centro de convenções Imigrantes em São Paulo. Serão mais de 90 horas de palestras e debates, trazendo todos os temas atuais do mundo broadcast.

Nenhum comentário: